O segredo que ninguém te contou sobre Avaliação em Motricidade Orofacial

Sabe-se que na Fonoaudiologia a Motricidade Orofacial é uma das grandes áreas. Porém muitas vezes ela é má compreendida por se apresentar minuciosos procedimentos de avaliação tais como – análise facial e medidas de oclusão –  que não são tão conhecidos quanto a avaliação da respiração, mastigação e fala.

avaliacao-em-motricidade-orofacial

É comum na prática fonoaudiológica o profissional receber o paciente e logo na primeira sessão realizar a anamnese e alguma avaliação. Feito isso, ele inicia a terapia sobre a alteração que foi observada. Mas será que tudo foi mesmo realmente avaliado?

Quando percebemos que o diagnóstico correto é o grande aliado ao sucesso de nossas terapias, tomamos consciência de que a avaliação é a mais importante sessão da Fonoaudiologia.

Porque quando alguma parte da avaliação facial ou dentária não foi examinada, esse deslize refletirá em um atraso na adequada reabilitação. E então… parece que os exercícios já não estão fazendo mais efeito e/ou surge dificuldades em instalar o padrão adequado da função estomatognática.

E como resolver isso? Afinal o paciente nos procurou para resolver o seu problema. E quanto mais tempo ele ficar com o fonoaudiólogo, mais desacreditado no tratamento ele ficará.

O papel do terapeuta é resolver a alteração fazendo desaparecer a queixa inicial do paciente e tudo isso ainda em um curto espaço de tempo. Por isso eu sempre insisto na importância da avaliação em motricidade orofacial. Quanto mais completa e eficiente ela for, mais rápido seu paciente ficará satisfeito. E ficando feliz e satisfeito ele falará bem de você como profissional. E isso atrairá mais e mais pacientes até você.

Uma coisa é certa! Existem estudos que comprovam que um cliente satisfeito faz um marketing positivo para aproximadamente 4 pessoas enquanto um insatisfeito faz um marketing negativo para no mínimo 11 pessoas. Se em nossa profissão existir ao menos um fonoaudiólogo que não atenda as expectativas do paciente, seu juízo de valor ao respeito de nossa profissão irá proporcionar uma divulgação negativa de nossa atuação afastando clientes em uma escala geométrica.

Esse é um dos grandes problemas que a fonoaudiologia enfrenta, veja algumas falas de pacientes ou profissionais da saúde ao respeito da profissão:

  1. Não vou fazer fono não. Não vai adiantar para nada! Conheço gente que fez mais de 2 anos de tratamento e não resolveu seu problema.
  2. É muito chato fazer fono. Tem que ficar fazendo exercícios bobos e sem sentido.
  3. Não vou indicar para um fonoaudiólogo porque ele não vai resolver. Talvez essa questão articular (ATM) seja resolvida pelo fisioterapeuta.

E por ai vai….

Esse tipo de frase vem de pacientes reabilitados por profissionais que não sabiam o que estavam fazendo. Escolheram exercícios sem compreender exatamente a funcionalidade deles. Nem todo exercício funciona para todo caso.

O público faz variar o exercício escolhido e isso também é de extrema importância.

Vejamos um exemplo: para fortalecer os lábios de uma criança usa-se uma estratégia e para fortalecer os lábios de um adulto usa-se outra. Pacientes que possuem deficiência motora ou mental usa-se outra estratégia ainda. Ou seja, cada caso é trabalhado especificamente em cima da alteração observada na avaliação e de escolhida de acordo com a estrutura física e mental do paciente.

É pelo motivo de um adequado tratamento que precisamos dar a devida atenção à AVALIAÇÃO.

Outro caso: Imaginando que a dimensão vertical da maxila de um paciente é extremamente aumentada, podemos através da avaliação interpretar se conseguiremos com exercícios e massagens labiais fazer o vedamento dos lábios. Caso contrário, nem com todo exercício do mundo esse lábio irá fechar. Sendo caso de um encaminhamento odontológico/cirúrgico para intervenção dentária oclusal.

Para seu paciente ser completamente avaliado sem deixar passar nenhum detalhe importante, você precisa saber avaliar a História Clínica dele, que deve constar esses seguintes questionamentos:

paciente-de-fono

  • Identificação do paciente
  • Queixas/ queixas relacionadas
  • Antecedentes familiares
  • Intercorrências
  • Desenvolvimento motor
  • Problemas de saúde
  • Problemas respiratórios
  • Sono
  • Tratamentos
  • Amamentação
  • Alimentação
  • Mastigação
  • Deglutição
  • Hábitos Orais
  • Hábitos de postura
  • Comunicação
  • Fala
  • Audição
  • Voz
  • Escolaridade

Após conhecer o caso e as características da queixa você precisa nos materiais necessários para fazer uma avaliação, tais como: EPIs e instrumentos.

E finalizar com a completa investigação do Exame Clínico:

Exame Clínico

  • Identificação
  • Postura corporal
  • Medidas com paquímetro
  • Medidas da face por fotografia
  • Análise facial numérica
  • Análise Facial subjetiva
  • Exame Extra-Oral (masseter, mandíbula, lábios)
  • Exame Intra-Oral (lábios, língua, bochechas, frênulo lingual, palato, amidalas, dentes e oclusão)
  • Mobilidade ( lábios, língua, bochechas, véu palatino, mandíbula)
  • Tonicidade (lábio, mento, língua, bochechas)
  • Dor à palpação
  • Funções Orais ( respiração, mastigação, deglutição de sólidos e líquidos, fala)

Pronto! Agora é só você juntar as informações e dar o diagnóstico. Assim você poderá traçar um excelente plano terapêutico minimizando seu tempo, fazendo menos exercícios, porém mais efetivos, e o paciente terá sua reabilitação tão desejada em pouquíssimo tempo.

Caso você tenha dúvida em alguma das etapas não se preocupe! Já existe um curso imperdível ensinando o passo a passo de todas as etapas citadas na História Clínica e no Exame Clínico. Cheio de informações de como fazer as perguntas e o porque de fazer cada uma delas. Você irá aprender também como utilizar todos os instrumentos de uma avaliação e como fazer todas as medidas orofaciais. Nesse curso você aprenderá sobre a normalidade e inadequação das estruturas e funções.

Vale a pena conferir!!!

CLIQUE AQUI e saiba mais: Curso Online em Motricidade Orofacial

Curso online fonoaudiologia

*************************************************************************************************

Fan Page no Facebook

Para ajudar em sua pesquisa e consulta em Fonoaudiologia criamos uma Fan Page no Facebook. Nesta página você encontrará sobre os mais diversos temas de Fonoaudiologia entre artigos, imagens e vídeos. Venha participar você também!

Curta Fonoaudiologia por Erica Sitta

Curta fonoonline

*************************************************************************************************

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s