Terapia mastigatória II – Compreenda os resultados da avaliação

Após a compreensão dos achados anteriores (https://ericasitta.wordpress.com/2012/03/29/terapia-mastigatoria-i-compreenda-os-resultados-da-avaliacao/), há também a necessidade de se conhecer outros aspectos:

  • Contração de Masseteres

Com um leve toque nessa região, percebe-se sua contração, classificando-a, subjetivamente, em forte, regular ou fraca. A contração do masseter durante a função mastigatória pode estar intimamente relacionada com o tônus deste músculo (Felício et al., 2007; Felício et al., 2003) .

  • Coordenação dos movimentos

A presença de incoordenação dos movimentos mandibulares sugere alterações
no controle motor dos músculos mastigatórios (Komiyama et al., 2003; Pignataro et al., 2004).

  • Local da trituração do alimento

Esta pode localizar-se na região posterior (molares e pré molares), mas também pode ocorrer na região anterior, com os dentes anteriores, como compensação, principalmente
nos casos de má-oclusão (Pastana, Costa, Chiappetta, 2007). Quando os lábios encontram-se afastados, esta observação é mais fácil, pois se verifica a localização anterior do alimento. Entretanto, quando os lábios estiverem selados, verifica-se a partir da movimentação mandibular vertical e protrusiva.

  • Respiração durante a mastigação

Se os lábios estiverem selados durante a mastigação, a respiração está ocorrendo por via nasal. Porém, se os lábios estiverem afastados assistematicamente ou abertos,
apresentando respiração ruidosa e ofegante, trituração ineficiente dos alimentos, além da diminuição do número de ciclos mastigatórios e do tempo mastigatório, tais características são sugestivas de respiração oronasal ou oral.

  • Ruídos nas ATMs

Quando se nota algum ruído nesta articulação, os mesmos devem ser classificados em
estalidos ou crepitação, verificando se os mesmos são unilaterais ou bilaterais. Estalo é caracterizado por um ruído derivado do movimento do côndilo ao passar pela banda posterior do disco articular; pode ocorrer na abertura ou no fechamento da boca, representando algum grau de deslocamento do disco articular. Enquanto que a crepitação, referida como um “ruído de areia”, “pisar em folhas secas” ou “ranger de ossos fraturados”, ocorre na presença de deslocamento ou de lesões do disco articular e
de doença degenerativa articular, uma vez que a superfície articular torna-se irregular.

  • Tempo mastigatório

Este procedimento deve ser repetido três vezes para se certificar do tempo mastigatório. Estudos mostram que o tempo médio está entre 11,17 ± 1,78 e 15,4 ± 3,6 segundos para o biscoito tipo waffer (porção de 2 cm) e de 26,3 ± 8, 8 segundos para ¼ do mini pão
francês 9 ou de 12,79 ± 2, 6 segundos uma porção de pão francês, equivalente a ¼ de uma fatia de 1 cm de espessura (Arrais, Genaro, Sampaio, 2004).

  • Número de ciclos mastigatórios

Na literatura, há relato de 14 a 15 ciclos mastigatórios, em média, para o pão francês, e de 13 ciclos para o biscoito tipo wafer (Arrais, Genaro, Sampaio, 2004).

  • Formação do bolo

O avaliador observa a formação do bolo alimentar, se o mesmo é coeso, bem como o local onde o mesmo foi posicionado, se na região do sulco longitudinal da língua ou espalhado pela cavidade oral. O bolo alimentar pode não ter sido formado totalmente, mas com presença de resíduos na cavidade, ou ainda, permanecendo o alimento espalhado pelo interior da cavidade oral sem formação do bolo alimentar. O adequado é que todo o alimento esteja posicionado sobre a língua, na região central, não restando resíduos espalhados no interior da cavidade oral (Felício, Ferreira, 2008).

Fan Page no Facebook

Para ajudar em sua pesquisa e consulta em Fonoaudiologia criamos uma Fan Page no Facebook. Nesta página, publicações serão expostas e comentadas em Educação Continuada, podendo estreitar perguntas e respostas e ainda tirar as muitas dúvidas de sua terapia fonoaudiológica. Venha participar você também!

Curta: https://www.facebook.com/fonoaudiologiaericasitta .

Bibliografia

Felício CM, Melchior MO, Silva MAMR, Celeghini RMS. Desempenho mastigatório em adultos relacionado com a desordem temporomandibular e com a oclusão. Pró-Fono. 2007; 19(2):151-8.

Felício CM, Mazzetto MO, Bataglion C, Silva MAMR, Hotta TH. Desordem temporomandibular: análise da frequência e severidade dos sinais e sintomas antes e após a placa de oclusão. J Bras Ortodon Ortop Facial. 2003; 8(43):48-57.

Komiyama O, Asano T, Suzuki H, Kawara M, Wada M, Kobayashi K, et al. Mandibular condyle movement during mastication of foods. J Oral Rehabil. 2003; 30(6):592-600.

Pignataro Neto G, Bérzin F, Rontani RMP. Identificação do lado de preferência mastigatória através de exame eletromiográfico comparado ao visual. Rev Dent Press Ortodon Ortop Facial. 2004; 9(4):77-85.

Pastana SG, Costa SM, Chiappetta ALML. Análise da mastigação em indivíduos que apresentam mordida cruzada unilateral na faixa-etária de 07 a 12 anos. Rev CEFAC. 2007; 9(3):339-50.

Arrais RD, Genaro KF, Sampaio ACM. Função mastigatória em indivíduos normais: duração do ato e do ciclo mastigatório. Anais do 12º Simpósio internacional de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo; 2004, 23-24 nov; Ribeirão Preto, Brasil. p. 788.

Felício CM, Ferreira CLP. Protocol of orofacial myofunctional evaluation with scores. Int J Pediatr Otorhinolaryngol. 2008; 72(3):367-75.

5 respostas em “Terapia mastigatória II – Compreenda os resultados da avaliação

  1. Dr. Erika, eu estou com um problema. Já que eu tenho a língua flácida , comprei um haltere lingual na internet para aumentar o tônus da minha língua. Entretanto , eu o usei por um período muito prolongado, cerca de 1 hora por dia. Isso trouxe prejuízo a articulação temporomandibular. Mesmo não sentindo dor , quando eu abro muito a boca , sinto um certo incômodo e escuto um estalado próximo ao ouvido. Devido a isso , suspendi imediatamente o uso do haltere lingual.
    Gostaria de saber se esse problema pode ser sanado .Estou com medo de ser algo grave ,que não pode ser resolvido facilmente.

    Atenciosamente , Tiago!

    • Oi Tiago. Obrigada por sua visita!
      É sempre complicado fazer exercícios sem acompanhamento profissional, tanto para o corpo quanto para a face. Vejo sua empolgação em praticar todo esse tempo os exercícios de fortalecimento da musculatura de sua língua; fico feliz pelo empenho e preocupada com as consequências…rs
      É bem possível, por sua descrição, ter comprometido sua ATM, mas o estalo é ainda um bom sinal (pior se fosse um barulho de folha seca). É um sintoma característico de escape de disco articular.
      O que eu lhe oriento é procurar imediatamente um profissional qualificado em disfunção temporomandibular, pode ser um dentista ou um fonoaudiólogo.
      Evite treinar sem acompanhamento, evite mastigar chicletes e alimentos muito duros (a princípio). Do mais tem que fazer uma avaliação e cuidar de seu caso.
      Não precisa ficar com medo. Me parece que é possível voltar ao normal.
      Fique bem.

      Erica Sitta

      • Agora eu fiquei com duvida se tenho estalado ou um barulho de folha seca. rsrs
        Obrigado pela resposta!

      • Agora eu fiquei empolgado e irei fazer mais uma pergunta.rsrrs
        Já que tenho hipotonia lingual , a produção da minha fala é prejudicada e eu quero solucionar esse problema o mais rápido possível ( vc já deve ter percebido isso, sabendo do meu empenho ao usar o haltere lingual rsrs).
        Logo ,gostaria de saber quais são as formas que posso utilizar para deixar a musculatura da minha língua fortalecida. Eu fiz sessão com uma fono e ela disse que a única forma eficaz para fazer isso é usando o haltere. Eu ,particularmente , não estou confiante na veracidade dessa informação dada por ela. Por isso , gostaria de que , contanto que não seja incômodo ,vc falasse mais acerca desse tema.
        Ah…já ia esquecendo. Quero parabenizá-la pela sua competência e profissionalismo . Admiro bastante profissionais capacitados e competentes como vc. Percebo que tem amor a sua profissão e tenho plena certeza de que é por causa disso que vc é uma profissional vencedora. Abraços.!

        Tiago!

      • Querido Tiago,
        Gostaria realmente de poder te ajudar, porém como poderia fazê-lo virtualmente? É muito complicado falar sobre o que eu não avaliei. Não sei qual a cidade que você mora, nem sua idade, arcada dentária, nem como exatamente seu caso se apresenta… O que tenho são informações que me passou. E será que elas seriam as mesmas que a minha avaliação?! Fica difícil de falar.
        Acho importante, como citado, estar em acompanhamento por uma fonoaudióloga. Porém não posso invadir o trabalho terapêutico dela. Cada um trabalha da maneira com a qual acredita. O que eu posso dizer é: se precisar peça para ela entrar em contato comigo que lhe ajudarei com imenso prazer na criação de uma terapia legal para você. Pode passar meu e mail (fonositta@hotmail.com).
        Do mais….
        Futuramente o assunto a ser abordado será motricidade e mobilidade dos músculos da face e língua. Aí você poderá dar uma espiadinha…
        Só se cadastrar e as atualizações irão diretamente ao seu e mail.
        Obrigada pela confiabilidade e carinho.
        Abraço,
        Erica Sitta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s