Como avaliar a mastigação?

Após o correto posicionamento do paciente (https://ericasitta.wordpress.com/2012/03/13/detalhes-importantes-de-avaliacao-mastigacao/) , para uma coerente avaliação da mastigação a escolha pelo alimento oferecido é de grande importância, pois esta função o degrada em correlação a sua textura.

Oferecer biscoitos tipo wafer, facilita a observação da função mastigatória pelo seu maior tempo de conservação, sem modificação de suas propriedades (WHITAKER, TRINDADE JR, GENARO, 2009).

Além disso, existem parâmetros em relação ao tempo mastigatório, número e duração dos ciclos mastigatórios (ARRAIS, GENARO, SAMPAIO, 2004; MELO, ARRAIS, GENARO, 2006) e  o alimento sendo padronizado ajudará nesta comparação.

Assim, o biscoito deverá ser cortado em porções. Sugere-se uma porção de 2 cm ou ¼ de biscoito tipo wafer (ARRAIS, GENARO, SAMPAIO, 2004; MELO, ARRAIS, GENARO, 2006).  Observando a região correspondente a preensão do alimento.

Verificam-se, posteriormente pela filmagem, todos os ciclos mastigatórios, identificando o número de ciclos realizados em cada lado (direito e esquerdo), ou seja, cada movimentação mandibular equivale a um ciclo. Na literatura, há relato de 13 ciclos mastigatórios para o biscoito tipo wafer (ARRAIS, GENARO, SAMPAIO, 2004).

Segundo critérios utilizados por alguns autores (TAY, 1994; FELÍCIO, MAZZETO, BATAGLION et al., 2003), a mastigação deverá ser classificada como unilateral predominante quando houver mais de 66% dos ciclos mastigatórios realizados em um único lado. E como unilateral crônica quando houver mais de 95% de ciclos mastigatórios realizados em um único lado (matematicamente por regra de 3).

Além destas classificações, o tipo mastigatório pode ser bilateral alternado, havendo nesses casos, predominância de movimentos verticais e laterais da mandíbula ou bilateral simultâneo, quando estes movimentos forem verticais (FELÍCIO, FERREIRA, 2008).

Para haver maior precisão da resposta, podem-se oferecer três pedaços de biscoito e retirar a média dos ciclos mastigatórios por vez.

 Porcentagem de ciclos (FOLHA, 2010):

  • Mastigação bilateral alternada (50%/ 50% até 40%/ 60%). É a trituração efetivada por ambos lados durante o mesmo ciclo.
  • Mastigação unilateral alternada (50%/ 50% até 40%/ 60%). É a trituração efetivada por um lado de cada vez em cada apreensão do alimento de maneira alternada.
  • Mastigação preferencial grau 1 (61% a 77%). É a trituração realizada preferencialmente de um lado do que do outro de maneira balanceada, correspondente a grande maioria da população.
  • Mastigação preferencial grau 2 (78% a 94%). É a trituração realizada preferencialmente mais de um lado do que do outro.
  • Mastigação crônica (95% a 100%). É a trituração realizada, em maioria a um lado só.

Obs: Lembrando também serem observadas a mastigação simultânea e a mastigação verticalizada, porém não temos publicações referentes a padronização destas.

A postura labial (lábios selados) durante a realização da função mastigatória é fundamental a evitar escape anterior do alimento, que pode ser definido como a ocorrência de escorrimento do alimento ou líquido pelos lábios, após a captação do bolo, geralmente por insuficiência do vedamento labial (Padovani et al., 2007).

O padrão mastigatório ajuda a formação do bolo alimentar para o início da deglutição, portanto, deve-se pedir ao paciente que mostre o alimento triturado e mastigado, para o conhecimento de suas características, que deve apresentar-se posicionado centralmente na região lingual – como adequadamente. Lembrando que movimentos compensatórios e contrações atípicas resultam de uma função inadequada.

A eficiência mastigatória decorre da avaliação da trituração do bolo alimentar (WHITAKER, TRINDADE JR, GENARO, 2009). Encontrando-se dados da função mastigatória, de acordo com as características observadas em cada aspecto, deparamos com o resultado final avaliado.

Fan Page no Facebook

Para ajudar em sua pesquisa e consulta em Fonoaudiologia criamos uma Fan Page no Facebook. Nesta página, publicações serão expostas e comentadas em Educação Continuada, podendo estreitar perguntas e respostas e ainda tirar as muitas dúvidas de sua terapia fonoaudiológica. Venha participar você também!

Curta: https://www.facebook.com/fonoaudiologiaericasitta .

Bibliografia

Whitaker ME, Trindade AS Junior, Genaro KF. Proposta de protocolo de avaliação clínica da função mastigatória. Rev. CEFAC. 2009;11(3):311-23.

Arrais RD, Genaro KF, Sampaio ACM. Função mastigatória em indivíduos normais: duração do ato e do ciclo mastigatório. In: Anais do 12º Simpósio internacional de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo; 2004 nov. 23-24; Ribeirão Preto, SP. p. 788.

Melo TM,Arrais RD, Genaro KF. Duração da mastigação de alimentos com diferentes consistências. Rev Soc Bras Fonoaudiol. 2006;11(3):170-4.

Tay DK. Physiognomy in the classification of individuals with a lateral reference in mastication. J Orofac Pain. 1994;8(1):61-72.

Felício CM, Mazzetto MO, Bataglion C, Silva MAMR, Hotta TH. Desordem temporomandibular: análise da frequência e severidade dos sinais e sintomas antes e após a placa de oclusão. J Bras Ortodon Ortop Facial. 2003; 8(43):48-57.

Felício CM, Ferreira CLP. Protocol of orofacial myofunctional evaluation with scores. Int J Pediatr Otorhinolaryngol. 2008;72(3):367-75.

Folha GA. Ampliação das escalas numéricas do Protocolo Avaliação Miofuncional Orofacial (AMIOFE), validação e confiabilidade [dissertação]. Ribeirão Preto (SP): Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo; 2010.

Padovani AR, Moraes DP, Mangili LD, Andrade CRF. Protocolo fonoaudiológico de avaliação do risco para disfagia (PARD). Rev Soc Bras Fonoaudiol. 2007;12(3):199-205.

3 respostas em “Como avaliar a mastigação?

  1. Pingback: Aspectos a avaliar durante a mastigação | Fonoaudiologia por Erica Sitta

  2. Pingback: Terapia mastigatória I – Compreenda os resultados da avaliação | Fonoaudiologia por Erica Sitta

  3. Pingback: Fotos/Imagens sobre Mastigação | Fonoaudiologia por Erica Sitta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s