Resumo: Dicas para uma respiração adequada

São divididas em 2 etapas: uma é inicial e reúne as qualidades mínimas para que o aprendizado seja considerado um respiratório eficiente e a segunda etapa se refere à aplicação de detalhes que tornam o treino respiratório mais avançado.

FASE 1

1. Nasal

É o primeiro cuidado que deve-se tomar: utilização do nariz para uma eficiente respiração, porque através das narinas se processam todos os fenômenos bioenergéticos primários do yoga; além de prevenir todas as alterações crânio faciais e dentárias, (https://ericasitta.wordpress.com/2011/12/01/quais-as-possiveis-alteracoes-corporais-e-faciais-que-um-respirador-oral-pode-ter/)

2. Alinhamento postural

Este item se refere a coluna vertebral, quanto mais arqueada estiver a coluna menos ar vai entrar por questão de espaço. Quando a coluna está ereta, um volume muito maior de ar pode ser inspirado sem esforço extra para a musculatura torácica.

3. Profunda

Não basta apenas a coluna estar ereta se não for aproveitada a amplitude do movimento torácico. Portanto aproveitar a capacidade respiratória é imprescindível na troca gasosa com o exterior.

4. Silenciosa

Ruídos geralmente ocorrem quando existe alguma obstrução respiratória como bronquite, asma e alergias. Partindo do pressuposto que uma respiração ruidosa não é  natural deve-se prestar atenção ao ar circulando nas vias respiratórias mantendo-o da forma mais discreta possível.

5. Consciente

Para conseguir esta percepção necessita-se estar concentrado e atento ao momento presente, observando a respiração e suas particularidades. Lembrando que a ansiedade e a preocupação podem alterar o padrão respiratório (https://ericasitta.wordpress.com/2011/12/26/respiracao-nao-e-apenas-um-fenomeno-fisiologico/).

6. Lenta

Alterar o tempo da respiração lhe dará controle sobre o metabolismo, respirar lentamente induz o sistema a diminuir a pressão sanguínea, batimentos cardíacos e tensões musculares.

FASE 2

7. Rítmica

Somos influenciados pelos ritmos externos o tempo todo, basta escutar uma música mais agitada para nosso corpo se adequar e sincronizar com ela. Como nossa mente funciona através de ondas/frequências, as alterações nos ritmos respiratórios podem ajudar a produzir uma grande influência na nossa maneira de perceber o mundo.

8. Controlada

Não adianta apenas pensar em obter controle, é necessário que você mostre ao seu corpo o que você quer que ele faça, pois sua linguagem é sensorial. Mesmo que sinta alguma dificuldade inicial ou falta de ar (usando o bom senso) resista e pouco a pouco será recompensado com o controle.

9. Uniforme

Deve-se manter certa homogeneidade respiratória enchendo os pulmõescontinua e linearmente. Por isso recomendamos que não faça exageros, como retero ar além da conta, para não ter que fazer uma retomada brusca e ruidosa no início da inspiração, como se estivesse sufocado.

10. Pouca projeção

O controle do prana está diretamente relacionado à projeção do alento, ou seja, quanto menor for a turbulência à frente das narinas, maior o acúmulo de prana no corpo.

——————————————————————————————————————–

Existem por volta de 73 exercícios respiratórios do yoga descritos com 127 tipos de variações. Porém são 15 os exercícios mais frequentes, com alguns citados anteriormente.

A utilização de cada pranayama só dependerá da necessidade do praticante. Além destes respiratórios descritos em todas as publicações anteriores, também pode-se acrescentar exercícios de alongamentos torácicos e massagens relaxantes, cabendo ao fonoaudiólogo possuir conhecimento para sua aplicação.

Fan Page no Facebook

Para ajudar em sua pesquisa e consulta em Fonoaudiologia criamos uma Fan Page no Facebook. Nesta página, publicações serão expostas e comentadas em Educação Continuada, podendo estreitar perguntas e respostas e ainda tirar as muitas dúvidas de sua terapia fonoaudiológica. Venha participar você também!

Curta: https://www.facebook.com/fonoaudiologiaericasitta .

Bibliografia

De Rose A. Pranayama – muito além da respiração. Porto Alegre: Rígel, 2007. 192p.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s